RAFAEL NOGUEIRA

_

Professor e Palestrante de Processos de Inovação e Criatividade

Empreendedor, consultor, administrador e fundador da Criatvos.
Certificado pela Keep Learning School e Fábrica de Criatividade.
Mais de 10 anos desenvolvendo pessoas e negócios.
Experiência acadêmica aplicada ao mundo corporativo.
Com 15 anos de atuação nas áreas de gestão empresarial e de eventos.
Apaixonado pela formação de pessoas.
Curioso por natureza.
Movido por desafios.

.

Criatividade para empresas

► VOCÊ É CRIATIVO
Criatividade a habilidade do mundo 4.0 que poucos acreditam possuir.

Apresentamos a criatividade como a principal ferramenta para resolver problemas, quebrando alguns mitos como que a criatividade é um dom ou que não pode ser aprendida

Criatividade para empresas

► DESBLOQUEANDO SEU POTENCIAL CRIATIVO
As cinco habilidades de descoberta de inovadores disruptivos.

Ao estudar Jeff Bezos, Elon Musk, Steve Jobs e outros líderes disruptivos, nossa pesquisa mostrou que a inovação pode ser ensinada. Com base nos princípios descritos em nosso programa mais vendido, esta sessão ajuda o público a dominar as cinco habilidades de descoberta que distinguem os líderes inovadores dos gerentes comuns.

Criatividade para empresas

► DECIFRANDO O PROCESSO CRIATIVO
Parece estranho, mas existe uma estrutura no processo de criativo.

O processo criativo como você nunca viu, apresentação da estrutura do processo e as maneiras práticas para resolver problemas do dia-a-dia.

Criatividade para empresas

► O PODER DE DEFINIR BEM O PROBLEMA
A habilidade de negócios mais importante que você nunca foi ensinado.

Problemas bem definidos levam a soluções inovadoras. Precisamos fazer as perguntas certas, para que elas resolvam os problemas certos.

Vamos conversar

.

Treinamentos

Criatividade para empresas

CRIATVOS PRO
Inovação na prática

Todo mundo fala de inovação, mas para ela realmente acontecer precisamos pensar na criatividade, que é uma habilidade fundamental na solução de problemas. E por esse motivo, é a capacidade mais desejada pelas empresas na atualidade. Pois ela é a mãe da inovação.

Focamos nos pontos cruciais para desenvolver e fixar uma cultura de inovação na sua empresa.

Criatividade para empresas

TIC
Técnicas de inovação e criatividade

O curso apresenta mais de 20 técnicas para ajudar a desenvolver sua capacidade criativa individual e também técnicas aplicáveis em grupos.

Ótimo para potencializar a capacidade de resolver os problemas do dia-a-dia.

Criatividade para empresas

TAC
Treinamento ativo de criatividade

Exercícios práticos que ajudam a desenvolver novos hábitos criativos. A proposta de tirar você da zona de conforto te levará a uma explosão de novas ideias e aumento de repertório que abrem sua mente para novos horizontes. Totalmente prático!

Perfeito para dar uma rápida sacudida nas equipes.

Criatividade para empresas

SPRINT CRIATVOS
Valide sua ideia e faça seu MVP

Sprints CRIATVOS são sessões de dois dias que aplicam o Método de Inovação às iniciativas organizacionais. Os Sprints fornecem às equipes uma exposição profunda às necessidades e pontos problemáticos do cliente e desenvolvem uma variedade de soluções em potencial por meio de experimentação e prototipagem.

Totalmente mão na massa.

Quer saber mais sobre criatividade?

Se inscreva para receber nossas novidades em primeira mão.
Aqui você terá tudo que precisa para começar sua jornada criativa.

.
.

Acredite em você!
Acredite na sua empresa!

Aproveite a oportunidade de transformar sua vida e a vida de sua empresa.
Conheça nossos programas de desenvolvimento criativo presenciais ou online.

Saiba mais:

.

Vejo muitas pessoas peguntado sobre:

Que mundo vamos deixar para nossos filhos?

Ao meu ver o correto seria:

Que filhos vamos deixar para o mundo?

Precisamos assumir mais a responsabilidade pois o mundo é reflexo do que somos.
Se quisermos deixar um mundo melhor, precisamos deixar pessoas melhores.

.

Criatividade para empresas
Criatividade para empresas

Eu sempre gostei de me sentir útil, de poder impactar positivamente na vida das pessoas, na comunidade e na sociedade em todas as esferas. Desde muito novo carrego esse sentimento comigo. Mas senti que poderia ir mais além quando comecei a dar aulas.

E essa aventura começou no final de 2013 quando me perguntaram: Rafael já pensou em dar aulas?

Eu nunca tinha pensado nessa possibilidade, afinal de contas, eu era um cara de negócios.
Mas no fundo sempre imaginei que seria uma grande oportunidade para fazer muito mais pelo mundo, impactando de alguma maneira a vida de cada pessoa. Pelo menos dentro daquele mini-mundo.

Eu estava decidido, motivado, imparável nesta missão. Por 5 minutos... Depois parei! Na minha cabeça apenas o pensamento ensurdecedor: “tá bom Rafael, você tem um novo desafio e uma enorme oportunidade, que legal… Parabéns! Mas, por algum acaso você sabe como dar uma aula?”

Deste momento em diante eu não conseguia parar de pensar nas maneiras de impactar e transformar para melhor a vida de cada aluno que eu tivesse a oportunidade de ensinar dentro daquele gigantesco micro universo de uma sala de aula.

E ao me ver em meio essa decisão, lembrei-me de uma frase genial de uma das pessoas mais criativas do mundo, Richard Branson, que diz:

“Se alguém te oferecer uma oportunidade incrível, mas você não tem certeza de que consegue fazer, diga sim - e depois aprenda como fazer.”

Esse foi o estopim para me provar mais uma vez e colocar em prática minha inspiração, dedicação, resiliência e vontade em meu instinto empreendedor, algumas dessas coisas eu nem sabia que tinha de verdade.

Aceitei o desafio e deixei minha zona de conforto por completo. Entendi que daria conta e fui! E realmente não fazia a mínima ideia que aquela decisão iria mudar minha vida por completo.

Senti aquela motivação crescer mais a cada aula. E eu ficava inquieto pensando nas maneiras de fazer aulas mais interessantes, mais transformadoras, mais evolutivas, mais importantes, mais genuínas, mais proveitosas, mais completas, melhores...

Busquei entender e experimentar, qual era a melhor didática com cada aluno, em cada etapa. Ia fazendo, testando, aprendendo, desenvolvendo e principalmente colhendo feedback(s) de todos e cada aluno e me reinventando.

Assim fui praticando, ajustando, elaborando novas abordagens, fugindo do lugar comum das rígidas orientações pedagógicas (inclusive sobre provas e testes) e vi surgir um universo vivo e reagente dentro de sala de aula, dentro de cada ser humano que eu ensinava.

A experiência me fez enxergar o que eu já supunha: que o sistema educacional tradicional é incompleto, e está fadado a impactar muito pouco na evolução pessoal dos alunos.

Com o passar do tempo, fui buscando as melhores maneiras de transpor as barreiras que o sistema coloca sobre as pessoas no padrão de aprendizagem convencional.

Os anos de 2016 e 2017 foram de muito aprendizado. Com o caminho um pouco já mais pavimentado para ruptura dos modelos de ensino, galguei ainda muito mais aprendizado, sempre com foco em criatividade e habilidades sociais (Soft Skills).

Participei de diversos cursos, Webnários, palestras de diversas instituições brasileiras e estrangeiras de países como México, EUA e França.

Em paralelo vinha a ideia de lançar algum produto digital em parceria, eu fazendo boa parte do trabalho por trás das câmeras. Por ironia do destino as parcerias não andaram como planejadas. Na época eu não me imaginava a frente de um projeto desses, acreditava não ter perfil, e ainda acreditava ser um cara do mundo dos negócios.

Mas chegou uma hora que resolvi estruturar uma maneira minha de poder passar todo conteúdo. Coletei tudo que aprendi, experimentei e pratiquei com êxito, de mais interessante, eficiente e funcional do que vi e vivi sobre o assunto nesses 5 últimos anos.

Desde as questões de como melhorar minhas aulas para ajudar os alunos a desenvolverem o máximo de seu potencial, passando pela criatividade e as habilidades socioemocionais.

Hoje, depois de percorrer todo esse caminho, descobri que podemos fazer muito mais do que imaginamos inicialmente. E que a única diferença entre o ordinário e o extraordinário é um EXTRA A MAIS!

Podemos sim (e devemos) impactar positivamente o mundo, mas precisamos começar por nós mesmos. Ensinando, trocando, aprendendo com nossos familiares, vizinhos, colegas de trabalho para que cada um faça o mesmo.

Afinal, como mudar o mundo senão pelas pessoas?
É só pensar que cada pessoa é capaz de mudar pelo menos o seu mini mundo. Assim cada pessoa a sua volta impactada poderá mudar o mini mundo dela, gerando uma corrente do bem.

Entendi de uma vez por todas que a educação e o aprendizado vão muito além do currículo escolar, onde muito pouco é explorado sobre criatividade e nossas múltiplas inteligências.

O objetivo da minha vida é desenvolver o máximo o potencial de cada ser humano. Muito além do que é proposto no sistema de educação atual.

Posso garantir que as experiências de treinamento em criatividade fornecem as habilidades que agregam muito valor ao indivíduo, principalmente na solução de problemas que ajudam a criar uma cultura de responsabilidade e autonomia, gerando ideias disruptivas que levarão inovação em sua vida pessoal ou profissional.

Se a "Criatividade é a inteligência se divertindo", vamos desafiar o impossível e nos divertindo vamos torna-lo possível. Afinal de contas, tudo depende apenas de nós.

Petrópolis, RJ - Brasil
CNPJ: 27.789.097/0001-10

© Criatvos - Copyright 2018-2019

.